Putin: forças russas na Síria merecem grande louvor

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

20 de fevereiro de 2016.

As forças russas na Síria merecem grande louvor porque protegem os interesses nacionais da Rússia e ajudam a proteger civis, afirmou o Presidente Putin.

O líder russo apontou que “os deveres dos pilotos das forças aeroespaciais da Rússia, de nossos marinheiros e militares merece grande louvor. Eles estão ajudando o exército sírio e outras forças no combate ao terrorismo em condições duras e estão protegendo civis de violência e hostilidades”, declarou Putin.

O presidente enfatizou que ao combater terroristas na Síria, as forças russas também estão protegendo os interesses do país.

“Ao lutares neste país do Oriente Médio, nossos soldados e oficiais estão protegendo os interessas da Federação Russa, destruindo militantes que abertamente citam nosso país como seu inimigo e não escondem seus planos de expandir, inclusive até o território da Rússia e da Comunidade dos Estados Independentes.”

A Rússia sempre tentou solucionar toda disputa por meio de canais diplomáticos e políticos, inclusiva na Síria, sublinhou Putin.

“Sempre buscamos resolver qualquer disputa inteiramente via canais diplomáticos e políticos, repetidamente contribuímos para a estabilização de vários países e ajudamos e resolver conflitos sério.”

Desde 2011, a Síria está envolvida em uma guerra civil, com as forças do presidente Bashar Assad combatendo vários grupos de oposição — entre eles, grupos terroristas como a Frente Nusra e o Daesh.

A Rússia vem conduzindo ataques aéreos contra terroristas na Síria a pedido de Assad desde 30 de setembro de 2015. Além de apoiar Assad como autoridade legítima da Síria, Moscou vem contribuindo para que se chegue a uma solução política para a crise síria, inclusive mediando conversas e ajudando a organizar encontros internacionais sobre a questão.

A Rússia também vem fornecendo assistência humanitária ao povo da Síria, inclusive em esforços conjuntos com o governo do país, particularmente na cidade de Deir ez-Zor. Na última sexta-feira, o posta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, reiterou que Moscou “está procedendo a partir da posição de que não há alternativa a não ser uma solução política” para o conflito sírio.

Fonte: Sputnik.

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||