Principal grupo de oposição na Síria diz que não negociará mais se governo mantiver ataques

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

17 de abril de 2016.

O principal porta-voz da oposição síria, Asaad Zoubi, pediu aos rebeldes que ataquem de volta o Exército sírio, acusado de usar o cessar-fogo para ganhar território. 

Em mensagem via Internet enviada aos combatentes, ele afirmou que não deverá continuar negociando em Genebra caso a ação do governo permaneça, e que não há progresso em uma demanda-chave para a oposição, que seria a transição política na Síria sem o presidente Bashar al-Assad. Ele não forneceu prazos.

"Nós não vamos nos estender muito nas negociações.... se um míssil os alveja eles nos retaliam com dez mísseis e o regime ainda explorou a trégua", disse Zoubi, cujo principal grupo de oposição já foi acusado pelos combatentes de ser alijado das conquistas em solo. 

 

A oposição principal inclui tanto a oposição política quanto armada a Assad. E ainda abarca grupos rebeldes como o Jaysh al-Islam e várias facções rebeldes do Exército Livre da Síria consideradas moderadas pelo Ocidente, algumas das quais já receberam apoio militar dos inimigos de Assad no exterior.  

Fonte: Reuters.

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||