Polônia propõe meio para evitar conflitos entre Rússia e OTAN

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

11 de maio de 2016.

A Polônia propõe fortalecer o papel da OSCE para minimizar incidentes perigosos entre militares russos e ocidentais, escreve o jornal russo Kommersant.

A Força Aérea dos EUA nas últimas semanas aumentou significativamente o número de sorties de aviões-espiões na parte meridional do mar Báltico. Agora as aeronaves americanas são regularmente vistas perto das fronteiras russas, o que provoca tensões. Tais casos podem facilmente ser “fontes de confrontação desnecessária” e por isso é preciso fazer tudo para reduzir riscos, disse ao Kommersant o representante permanente da Polônia nas organizações internacionais em Viena, Adam Bugajski.

Segundo as autoridades polonesas, todos os membros da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) devem assumir a obrigação de “evitar quaisquer ações que possam levar a incidentes militares perigosos”. Além disso, segundo propõe Varsóvia, no quadro da OSCE deve ser criada uma comissão especial que irá investigar tais casos. 

Sete países tornaram-se coautores da iniciativa polonesa — “as repúblicas bálticas e outros países do Ocidente”, disse Bugajski à edição russa.

O Kommersant sublinha que a Polônia espera que as suas propostas sejam adotadas até o final do ano.

A situação no mar Báltico ficou tensa nas últimas semanas.

Nomeadamente, no dia 14 de abril um caça russo, durante o voo de rotina no mar Báltico, se aproximou de uma aeronave de reconhecimento norte-americana.

Além disso, Washington informou que, no dia 12 de abril, aviões russos Su-24 e helicópteros Ka-27 teriam sobrevoado “de forma agressiva” o destróier americano USS Donald Cook durante manobras na região.

O caso mais recente alegadamente aconteceu no dia 10 de maio, quando um avião de reconhecimento dos EUA foi detectado no céu do Mar Báltico perto da fronteira russa, de acordo com o site liveuamap.com, que monitora os movimentos do avião militar.

Fonte: Sputnik.

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||