Para que país possível acordo sobre Síria seria uma 'catástrofe'?

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

18 de novembro de 2016.

 

Há pelo menos um país para o qual uma aliança russo-americana na resolução do conflito sírio seria "uma catástrofe". Saiba qual é.

"Se o presidente eleito dos EUA, Donald Trump, decidir chegar a um acordo com a Rússia e o Irã sobre a Síria, isso seria um passo desastroso", disse Turki bin Faisal Al Saud, príncipe saudita e ex-diretor da inteligência do país árabe, citado pela agência KUNA Kuwait.
 
O príncipe destacou que, antes de tomar posse, Trump deve reunir-se com os amigos do EUA no Oriente Médio" e "ajudar a parar 'o principal terrorista' – o presidente sírio Bashar Assad ", que a Arábia Saudita considera responsável pela crise no país, sugerindo até a sua derrubada pela força através de uma invasão militar.
 
Turki bin Faisal Al Saud também se expressou sobre o programa nuclear iraniano, sendo Teerã o maior rival geopolítico do país na região, e pediu a Trump para não cancelar o acordo.

"Gostaria dever o acordo como um primeiro passo em direção à desnuclearização do Médio Oriente", disse ele.
 
Em 12 de novembro o presidente recém-eleito Donald Trump assinalou que ele iria concentrar-se no problema do Daesh na Síria em vez de tentar derrubar o presidente Assad. Durante a campanha eleitoral, Trump disse várias vezes que seria melhor que a Rússia e os EUA cooperassem na Síria para remover o Daesh.
 
No entanto, a Arábia Saudita é a favor da demissão do líder sírio legítimo. Por sua parte, Bashar Assad e outros altos funcionários sírios acusaram muitas vezes os sauditas de apoiar as forças rebeldes na Síria, contribuindo para a guerra no país.
 
Fonte: Sputnik

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||