OTAN quer responder à instalação de Iskander em Kaliningrado

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

25 de outubro de 2016.

 

É importante para a OTAN responder à instalação dos sistemas de mísseis Iskander na região de Kaliningrado, mas não será uma reação exagerada, disse o secretário-geral da Aliança, Jens Stoltenberg.

"É importante responder, mas não reagir de forma exagerada. É isso que fazemos em resposta à instalação dos Iskander em Kaliningrado", disse Stoltenberg aos jornalistas.
 
Nos meados de outubro, a imprensa citou uma fonte da inteligência dos EUA segundo a qual a Rússia estava implantando mísseis Iskander-M em Kaliningrado. O porta-voz do Ministério da Defesa russo, Igor Konashenkov, confirmou os relatos, dizendo que Moscou não faz segredo sobre o envio de sistemas de mísseis para o exclave russo, já que o deslocamento de armamentos dentro do país é uma prática padrão do exército.

O chefe da diplomacia russa, Sergei Lavrov, disse por seu turno que, instalando armas em Kaliningrado, a Rússia age no seu território, enquanto os EUA instalam armas na Europa de Leste, que não faz parte do território norte-americano.
 
Fonte: Sputnik

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||