OTAN qualifica de agressão a instalação de mísseis Iskander em Kaliningrado

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

23 de novembro de 2016.

 

 
A OTAN anunciou que a deslocação de novos sistemas de mísseis Iskander para Kaliningrado "não ajuda a diminuir a tensão nas relações", chamando essa medida de "postura militarista agressiva", informa a agência Associated Press que cita a declaração da Aliança.

Anteriormente, o chefe do Comitê de Defesa e Segurança do Conselho da Federação da Rússia (câmara alta do parlamento russo) Viktor Ozerov comunicou à agência RIA Novosti que, em resposta à instalação de sistemas de defesa antimíssil na Europa, a Rússia terá que reforçar sua defesa aeroespacial no setor ocidental usando forças e meios adicionais para garantir a cobertura de objetivos e postos de comando.

Segundo Ozerov, esse reforço são os sistemas de mísseis Iskander-M em Kaliningrado, bem como a criação de novas unidades nos distritos militares Ocidental e do Sul.
 
Na terça-feira (22), o porta-voz do presidente russo Vladimir Putin anunciou que a Rússia fará o máximo possível para garantir sua segurança no contexto da ampliação da OTAN em direção às fronteiras russas.
 
Antes, o Ministério da Defesa russo tinha confirmado as informações da mídia sobre o deslocamento de sistemas Iskander-M para a região de Kaliningrado.
 
Fonte: Sputnik

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||