OTAN desiste de prevenir incidentes com Rússia nos Países Bálticos

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

03 de outubro de 2016.

 

É impossível discutir de forma séria os mecanismos de prevenção de incidentes visto que a OTAN ainda não está preparada para estabelecer contatos militares, disse na segunda-feira (3) o representante russo na OTAN, Aleksandr Grushko.

O diplomata russo disse à agência noticiosa russa RIA Novosti que Moscou propôs aos membros da OTAN realizar uma série de consultas sobre segurança militar nos Países Bálticos em vários formatos, "inclusive através do Conselho Rússia-OTAN, bem como com a participação dos Países Bálticos".

"É óbvio que sem a retomada de um diálogo normal sistemático entre os militares é impossível discutir tais assuntos de forma séria", disse o representante.

Ele notou que apesar dos apelos para uma diminuição da tensão dentro do bloco militar ocidental, a OTAN mantem uma linha política antirrussa com as decisões tomadas em Varsóvia de suspensão os projetos de atividades conjuntas com a Rússia, bem como de cessação de contatos militares.

"A nossa posição em relação às preparações da OTAN no flanco oriental é completamente clara. Estes esforços prejudicam seriamente a segurança em ambas as dimensões – tanto regional como pan-europeia", explicou Grushko.

Fonte: Sputnik.

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||