Número de refugiados do Sudão do Sul se aproxima de um milhão

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

12 de agosto de 2016.

Soldados das Nações Unidas controlam distribuição de alimentos para refugiados do Sudão do Sul

A violência no Sudão do Sul aumentou a população de refugiados da região para cerca de 930 mil pessoas, apertando os recursos das nações anfitriãs devido ao subfinanciamento dos campos de refugiados, segundo disse o porta-voz da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), Adrian Edwards, em entrevista coletiva nesta sexta-feira (12).

"Com alguns lugares de recepção acomodando mais de cinco vezes a sua capacidade, intervenções de proteção, em particular a prevenção e resposta à violência sexual e baseada no gênero, incluindo serviços psicossociais, são críticas", disse Edwards na sede da ONU em Genebra.

O porta-voz também observou que o elevado número de refugiados do Sudão do Sul está criando uma carga significativa sobre os serviços locais de saúde e de educação.

Este ano, Uganda e Sudão receberam um número estimado de 110.000 e 100.000 recém-chegados, respectivamente, devido à luta entre facções étnicas rivais na capital sul-sudanesa de Juba, segundo explicou Edwards.

Além disso, 1,6 milhão de pessoas estão deslocadas dentro do Sudão do Sul, acrescentou o porta-voz.

Além de Sudão e Uganda, os refugiados fogem principalmente para a República Democrática do Congo, a República Centro-Africana e a Etiópia.

Fonte: Sputnik.

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||