Maduro acusa Santos de planejar guerra entre Colômbia e Venezuela

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

25 de maio de 2018.

O líder da Venezuela, Nicolás Maduro, acusou nesta quinta-feira o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, de planejar um conflito bélico entre os dois países, e propôs ao futuro mandatário colombiano recompor as relações bilaterais.

"Denuncio ao mundo que Juan Manuel Santos está preparando planos macabros para criar uma situação comprometida de conflito bélico", declarou Maduro, que conclamou os militares colombianos a "não se prestar a qualquer provocação".

Maduro ordenou ao seu ministro da Defesa, general Vladimir Padrino, que se comunique com seu homólogo colombiano, Luis Carlos Villegas, para alertá-lo do complô planejado por Santos.

"Sabemos mais do que dizemos, sabemos mais do que eles acreditam", advertiu Maduro ao tomar posse diante da Assembleia Constituinte.

O presidente ordenou à Força Armada venezuelana que se mantenha mobilizada diante dos planos do "ditador" Santos para gerar um confronto armado entre Venezuela e Colômbia.

Maduro denunciou que na Colômbia há um "coro antivenezuelano" inspirando em uma antiga aversão da classe política em relação "à pátria de Bolívar".

"Espero que o novo presidente que for eleito (no domingo) tenha a altura, a valentia e a coragem de recompor as relações com a Venezuela, que Juan Manuel Santos lamentavelmente (...) destruiu a níveis nunca vistos em 200 anos".

Maduro, reeleito no domingo em uma votação que Santos ignora, clamou "pela união com a Colômbia, com base nos diferentes modelos e pela paz e o diálogo".

Fonte: AFP

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||