Japão se manifesta contra base russa nas ilhas Curilhas

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

29 de março de 2016.

O possível estacionamento da Frota do Pacífico nas ilhas Curilhas é contra a posição do Japão, disse na segunda-feira (28) o secretário-chefe do gabinete, Yoshihide Suga.

“Expressamos a nossa preocupação em relação às declarações do ministro da Defesa [da Rússia]. O possível reforço da infraestrutura militar russa nas quatro ilhas setentrionais [ilhas Curilhas meridionais] contradiz a posição do nosso governo”, disse Suga na entrevista coletiva.

Tóquio pretende monitorar de perto as atividades russas na região, acrescentou.

Na sexta-feira (25), o ministro da Defesa russo Sergei Shoigu disse que a Rússia considera a possibilidade de instalar a base da Frota do Pacífico nas ilhas Curilhas em 2016, quando os militares russos instalarem ali sistemas móveis de mísseis antinavio.

O Japão e a Rússia nunca assinaram um tratado de paz depois da Segunda Guerra Mundial por causa das divergências sobre a soberania de quatro ilhas (Iturup, Kunashir, Shikotan e Habomai) que a Rússia considera as ilhas Curilhas do Sul e o Japão denomina Territórios do Norte.

O Japão reclama estas ilhas, alegando o Tratado Bilateral sobre o Comércio e Fronteiras, assinado com Moscou em 1855.

Moscou, por seu turno, parte da ideia de que as ilhas Curilhas do Sul se tornaram parte da União Soviética depois da Segunda Guerra Mundial e que a soberania russa sobre as ilhas não pode ser colocada em dúvida.

Fonte: Sputnik.

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||