Japão exorta chineses a não escalarem tensão no Mar do Leste da China

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

08 de agosto de 2016.

O Japão disse nesta segunda-feira que irá reagir com firmeza depois que embarcações do governo da China invadiram o que Tóquio considera suas águas territoriais próximas de ilhas disputadas no Mar do Leste da China 14 vezes durante o final de semana.

Há anos os laços entre China e Japão, a segunda e a terceira maior economias do mundo, estão sendo prejudicados por uma desavença em relação às ilhas que o Japão controla e as águas a seu redor.

A série de incursões chinesas nas águas vem na esteira de um período de pressão constante sobre a China por conta de suas atividades no Mar do Sul da China e de críticas de Pequim sobre o que vê como interferência japonesa nessa disputa.

A atividade chinesa nas ilhas também contestadas do Mar do Leste da China, conhecidas como Senkaku no Japão e Diaoyu na China, se intensificou desde sexta-feira, disseram autoridades japonesas, o que levou a protestos reiterados do Japão, incluindo três só no domingo. 

O secretário-chefe de gabinete japonês, Yoshihide Suga, disse que seu país iria exortar a China a não aprofundar a disputa no Mar do Leste da China e ao mesmo tempo reagir firme e calmamente.

No sábado, a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Hua Chunying, disse em um comunicado que a China detém a soberania inquestionável das ilhas e das águas próximas.

Fonte: Reuters.

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||