Israel acusa palestino de hackear drones e dados de aeroporto

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

24 de março de 2016.

Israel acusou um hacker de computadores palestino da Faixa de Gaza por invadir sistemas de câmera de drones militares para militantes islâmicos, e coletar detalhes de movimentações de aeronaves civis.

A corte do distrito de Beersheba disse nesta quarta-feira que acusou Majd Oweida, de 22 anos, por desenvolver alguns programas de computadores para ajudar o grupo da Jihad Islâmica - por quem trabalhou desde 2011 - a acessar redes israelenses.

A corte no sul de Israel não revelou detalhes de como e onde Oweida foi levado sob custódia israelense. A Jihad Islâmica na Faixa de Gaza se recusou a comentar a prisão.

De acordo com um comunicado da corte, as acusações contra Oweida incluem ajudar a Jihad Islâmica a se infiltrar e monitorar emissões de drones israelenses sobrevoando Gaza.

A corte também disse que ele hackeou câmeras policiais de rua e coletou informações de voos do principal aeroporto do país, Ben Gurion, próximo a Tel Aviv.

Fonte: Reuters.

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||