Irã diz que deixará acordo nuclear se EUA saírem

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

03 de maio de 2018.

 

Teerã "não continuará" no acordo nuclear de 2015, se os Estados Unidos se retirarem, declarou um funcionário de alto escalão, nesta quinta-feira (3), no momento em que o presidente americano, Donald Trump, ameaça abandoná-lo em 12 de maio.

O pacto assinado em julho de 2015 permitia que o Irã continuasse com o desenvolvimento de seu programa nuclear para fins comerciais, médicos e industriais, desde que não usasse esse conhecimento para a produção de armas nucleares. Em troca, bilhões de dólares de bens congelados de iranianos foram liberados.

"Se os Estados Unidos se retirarem do acordo nuclear, nós também não continuaremos", afirmou um conselheiro do Guia Supremo para Assuntos Internacionais, Ali Akbar Velayati, em declarações publicadas no site da televisão pública.

Em uma mensagem publicada em vídeo, o ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, disse que os EUA "violaram consistentemente o acordo nuclear, particularmente intimando outros a impedir que empresas a voltassem ao Irã".

Também disse que "o Irã não vai renegociar o que foi acordado anos atrás e foi implementado".

Em entrevista à radio BBC, o secretário-geral da ONU afirmou que há um real risco de guerra caso o carodo de 2015 não seja mantido e pediu aos EUA que não abandonem o acordo.

Fonte: G1

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||