Grupos rebeldes curdos reivindicam autoria de atentados na Turquia

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

10 de junho de 2016.

O grupo armado curdo Falcões da Liberdade de Curdistão (TAK) assumiu nesta sexta-feira a autoria do atentado suicida de terça-feira que deixou 11 mortos em Istambul, enquanto o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), outra guerrilha curda, declarou ser responsável pelo ataque na quarta-feira que matou cinco pessoas.

"Esta ação cometida mediante um sacrifício é contra a República da Turquia por seus selvagens ataques, especialmente em Nusaybin e Sirnak", assegurou o TAK em seu site, em referência a duas das cidades do sudeste turco que registraram confrontos nas últimas semanas entre o Exército e grupos curdos.

No atentado de Istambul, 11 pessoas morreram e 36 ficaram feridas na explosão um carro-bomba na passagem de um ônibus policial em pleno centro histórico da cidade.

Por sua vez, o PKK assumiu ser o responsável por outro atentado suicida com carro-bomba contra uma delegacia na cidade de Midyat, no qual dois policiais e três civis morreram na quarta-feira.

O TAK é considerado a cisão mais radical do Partido dos Trabalhadores de Curdistão, qualificado de grupo terrorista por Turquia, Estados Unidos e União Europeia. 

Fonte: EFE.

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||