Exército sírio e rebeldes travam dura batalha perto de Aleppo

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

24 de setembro de 2016.

O governo sírio e forças rebeldes lutavam pelo controle de uma região nos arredores de Aleppo neste sábado, à medida que aviões de guerra bombardeavam sem trégua o bastião rebelde no leste da cidade, em uma ofensiva apoiada pela Rússia que deixou as políticas de Washington para a Síria em frangalhos. 

Em seu primeiro grande avanço na ofensiva, o Exército e seus aliados da milícia tomaram o controle do campo de refugiados palestinos de Handarat, a poucos quilômetros ao norte de Aleppo, mas forças rebeldes contra-atacaram ao cair da noite.

Rebeldes disseram ter recuperado parte ou toda Handarat, informação negada pelo comandante da milícia pró-Damasco. O Observatório Sírio para Direitos Humanos disse que o combate ainda estava em andamento.

Essa é a batalha mais significativa em Aleppo desde que o Exército anunciou uma grande ofensiva para tomar controle total da cidade, valendo-se de implacáveis ataques aéreos que mataram dezenas de pessoas na parte da cidade controlada pela rebelião.

A ofensiva contra Aleppo, onde mais de 250 mil civis ficaram presos no setor de oposição da cidade, pode ser a maior batalha já travada até o momento na sangrenta guerra civil que já matou milhares e causou a fuga de 11 milhões de pessoas de suas casas.

Duas semanas após Moscou e Washington terem anunciado um cessar-fogo, o presidente sírio, Bashar al-Assad, e seus aliados Rússia e Irã lançaram uma campanha para uma decisiva vitória no campo de batalha que enterrou qualquer esperança de diplomacia.

Para o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, que tentava uma trégua durante meses de intensa diplomacia, restou apenas pedir em vão que a Rússia suspendesse os ataques aéreos.

Residentes disseram que os ataques aéreos no leste de Aleppo têm sido mais intensos que nunca, usando bombas mais poderosas.

Oficiais rebeldes disseram que pesados ataques aéreos neste sábado atingiram pelo menos quatro áreas controladas pela oposição a leste da cidade, e acreditam que os ataques estejam sendo feitos principalmente por aviões russos.

O Observatório Sírio para Direitos Humanos disse que pelo menos 45 pessoas, entre elas 10 crianças, foram mortas no leste de Aleppo neste sábado.

O Exército sírio diz que tem como alvos só os militantes.

Fonte: Reuters.

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||