EUA pedem que Turquia escolha entre OTAN ou compra de armamento da Rússia

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

03 de abril de 2019.

 

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, pediu nesta quarta-feira ao governo da Turquia que escolha entre a OTAN ou a “insensata” decisão de seguir adiante com a compra do sistema antimísseis S-400, um dos orgulhos da indústria armamentista da Rússia.

“A Turquia deve escolher, quer continuar sendo uma parte fundamental da aliança militar mais bem-sucedida da história do mundo ou quer arriscar a segurança dessa parceria tomando decisões que poderiam minar a aliança?”, questionou Pence em discurso durante a reunião da OTAN desta semana em Washington.

As duras palavras do vice-presidente dos EUA respondiam ao ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlüt Çavusoglu, que pouco antes tinha assegurado que seu governo não voltaria atrás na compra desse armamento russo e que não tinha por que escolher entre a Rússia e seus outros aliados.

“Deixamos claro que não vamos ficar de braços cruzados enquanto nossos aliados da OTAN compram armas de nossos inimigos, armas que ameaçam a própria coesão da aliança”, ressaltou Pence.

A esse respeito, considerou “uma grande ameaça” a compra dos S-400, como resultado de um acordo entre a Turquia e a Rússia avaliado em US$ 2,5 bilhões.

“A compra turca de US$ 2,5 bilhões para o sistema antimísseis S-400 da Rússia representa uma grande ameaça para a OTAN e para a força desta Aliança. O fato de que a Turquia decida continuar com seus planos, inclusive depois que os EUA tenham lhe oferecido o sistema de defesa aérea Patriot, é muito preocupante”, completou.

O governo dos EUA aprovou em dezembro do ano a venda à Turquia do seu sistema de mísseis Patriot, um acordo avaliado em US$ 3,5 bilhões, mas que ainda deve receber o aval do Congresso.

O Executivo turco disse que tem intenção de usar os dois sistemas, o S-400 russo e o Patriot americano; o que gerou um grande incômodo em Washington.

Nesta semana, o Pentágono suspendeu a entrega de caças F-35 às forças armadas turcas e ameaçou expulsar definitivamente a Turquia desse programa de venda de armamento se não anular a compra do sistema antimísseis russo.

Os EUA temem que a Turquia use esses caças F-35 perto do sistema antimísseis S-400, já que poderia dar lugar a uma transferência de informação, o que colocaria em risco os segredos da OTAN, segundo afirmou à imprensa ontem a embaixadora dos EUA na Aliança, Kay Bailey Hutchison.

Fonte: EFE

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||