EUA e Japão pedem à Coreia do Norte que pare provocações após teste de míssel

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

12 de fevereiro de 2017.

 

O presidente americano, Donald Trump, e o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, responderam hoje ao teste de um míssil por parte da Coreia do Norte ameaçando Pyongyang a deter suas provocações e assegurando que Tóquio e Washington estão juntos "cem por cento".

Trump afirmou em pronunciamento conjunto que estão "cem por cento junto com o aliado" (Japão), de que a Coreia do Norte lançou um míssil balístico rumo ao Mar do Japão (Mar do Leste), o primeiro desde que o presidente republicano assumiu o poder no dia 20 de janeiro.

O primeiro-ministro japonês pediu ao regime comunista de Pyongyang para que cumpra as resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas que lhe proíbem o desenvolvimento nuclear militar e limitam a tecnologia de mísseis.

"O lançamento norte-coreano de um míssil é totalmente intolerável", afirmou Abe, acrescentando que durante as reuniões com Trump ele lhe afirmou que a relação bilateral vai ser reforçada.

O pronunciamento conjunto foi em um resort de Mar-a-Lago (Flórida), propriedade da Trump Organization, foi breve e aconteceu horas depois do jantar entre os dois líderes, que tentavam com esta visita estabelecer uma relação pessoal próxima. 

Fonte: EFE

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||