Estado Islâmico volta a usar crianças soldado em vídeo de propaganda

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

27 de agosto de 2016.

Estão com os uniformes de guerra e a pequena estatura e os rostos infantis não deixam dúvidas de que são crianças-soldado. O autoproclamado Estado Islâmico voltou a usá-las na sua propaganda, com a divulgação de um vídeo na madrugada desta sexta-feira onde mostra cinco crianças a matar outros tantos prisioneiros alegadamente curdos.

As crianças estão de armas em riste, mesmo atrás dos cinco prisioneiros ajoelhados, entoam palavras de guerra, e é a legenda colocada com o nome de cada uma das crianças que permite saber qual é a nacionalidade de cada uma. O rapaz de olhos azuis é identificado como “Abu Abdullah al-Britani”, o que quer dizer "o britânico". Os outros são "o egípcio", "o curdo", "o tunisino" e "o uzbeque". Mas, como recorda o Guardian na sua edição online, as identidades das crianças não foram ainda verificadas.

Esta não é propriamente a primeira vez que o Estado Islâmico divulga imagens de crianças ocidentais a participar nos seus atos de guerra. Em Fevereiro foi amplamente disseminada a imagem de uma criança de quatro anos a fazer explodir um carro armadilhado, matando os três prisioneiros que estavam no seu interior.

Essa criança foi identificada como sendo Isa Dore, filho de uma extremista britânica que viajou para a Síria em 2012. Apesar de as autoridades britânicas resistirem em identificar os cidadãos, a criança foi reconhecida por uma avó “devastada” com a participação da criança em atos bárbaros.

Fonte: Público.

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||