EI queima mulheres que recusaram ter relações com militantes

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

05 de julho de 2016.

Mulheres da cidade de Mosul, no Iraque, foram queimadas vivas em gaiolas de ferro, pois se recusaram a ter relações sexuais com combatentes do Estado Islâmico. As informações são do site The Independent .

Os militantes executaram publicamente as 19 vítimas yazidis. “Elas foram penalizadas por se recusarem a ter relações sexuais com militantes do Estado Islâmico”, disse Abdullah al-Mall, um ativista local.

Outra testemunha contou que “as meninas foram queimas até a morte, enquanto centenas de pessoas estavam assistindo. Ninguém podia fazer nada para salvá-las dessa brutal punição”.
 
Fonte: Terra.

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||