EI poderia lançar mais ataques fora dos territórios que controla

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

02 de junho de 2016.

O grupo Estado Islâmico entra em uma nova fase que poderia levá-lo a lançar mais ataques contra civis fora dos territórios que controla na Síria e no Iraque, alertou o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.

Segundo um informe apresentado ao Conselho de Segurança, a organização extremista esteve nos últimos meses vinculada a ataques que deixaram mais de 500 mortos em 11 países: Alemanha, Bangladesh, Bélgica, Egito, Estados Unidos, França, Indonésia, Líbano, Paquistão, Rússia e Turquia.

"Esses ataques elaborados por membros do EI demonstram que o grupo terrorista está entrando em uma nova fase, com um risco a mais de que esses ataques, organizados centralmente e de forma detalhada contra civis no mundo, se tornem mais frequentes", assinala o informe obtido nesta quarta-feira pela AFP.

Os países-membros da ONU reportam um aumento significativo na quantidade de combatentes estrangeiros que voltam dos territórios da Síria e do Iraque onde o EI sofreu importantes perdas, apontou Ban.

Os atentados de Paris e Bruxelas demonstraram "a capacidade (do grupo) de elaborar ataques complexos" e coordenados com combatentes estrangeiros que retornam da Síria, sob a direção dos chefes do EI.

Esses chefes buscam "reforçar o papel" de células afiliadas ao EI, o que sugere um reforço da campanha militar do grupo extremista.

Centenas de combatentes estrangeiros estão "colocados na Líbia", enquanto outros buscam criar novos ramos na estratégia do EI de se desenvolver a nível internacional.

AFP.

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||