Damasco: bombardeios turcos são 'apoio direto a terroristas'

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

14 de fevereiro de 2016.

Damasco disse que bombardeio de artilharia do território sírio pela Turquia é um "apoio turco direto aos grupos terroristas", indica uma carta das autoridades sírias às Nações Unidas, citada pela TV estatal.

As forças turcas bombardearam uma aldeia e uma base aérea que haviam sido recentemente liberadas pelos curdos, informou o canal televisivo árabe Al Mayadeen no sábado. Antes de serem retomadas pelo YPG, a aldeia e a base aérea de Menagh estavam sob controle da organização terrorista Frente al-Nusra.

Mais tarde, o primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu, afirmou que as forças turcas tinham bombardeado as posições curdas no norte da Síria como "medida de retaliação."

Ancara afirma que os curdos sírios têm ligações com o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), um grupo militante que luta pela independência dos curdos da Turquia e que é proibido neste país.

Por sua vez, os líderes do PYD, partido dos curdos sírios, rejeitaram a exigência turca de deixar as posições na fronteira sírio-turca, disse o líder do partido, Muslîm Muhammad, à Reuters. 

Segundo ele, a Turquia não tem o direito de intervir nos assuntos internos da Síria:

«Se isso acontecer, todo o povo sírio vai opor-se-lhes», disse o líder curdo.

«Será que eles querem que a Frente al-Nusra fique lá ou que a posição seja controlada pelas autoridades?» pergunta Muslîm Mihemed.

Fonte: Sputnik.

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||