Crise síria é a mais difícil de resolver desde a Crise dos Mísseis de Cuba

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

01 de novembro de 2016.

O embaixador russo na Arábia Saudita, Oleg Ozerov, informou na terça-feira (1) que a crise síria é a questão mais difícil de resolver desde a Crise dos Mísseis de Cuba, que aconteceu entre 16 e 28 de outubro de 1962.

Segundo ele, a Rússia e a Arábia Saudita estão tentando encontrar uma saída para a crise síria. Apesar das diferenças entre os dois países, eles vêm mantendo contatos regulares sobre o assunto, acrescentou.
 
"Quando estamos falando das diferenças entre Moscou e Riad, temos que levar em consideração o fato de que há muita coisa em comum entre os nossos países no que diz respeito à busca de solução para crise Síria", informou Ozerov à agência RIA Novosti.
 
Segundo o embaixador, um dos alicerces da relação entre os dois países tem como base o Comunicado de Genebra de 2012, documento que estabelece as condições para resolução pacífica da crise na Síria.

"Todos compartilham desta plataforma, bem como do desejo de executar a resolução do Conselho de Segurança da ONU 2254 e as resoluções humanitárias na Síria", informou Ozerov.
 
Ao mesmo tempo, o embaixador russo frisou que a Rússia e a Arábia Saudita mantêm diálogo regular sobre a Síria. O assunto já foi incluído na agenda bilateral a nível diplomático, além de ser discutido em reuniões internacionais.
 
Fonte: Sputnik

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||