Cresce tensão entre Paquistão e Índia em meio a pedido de trégua no Ramadã

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

18 de maio de 2018.

 

O Exército paquistanês afirmou nesta sexta-feira (18) que a Índia foi responsável pela morte de 4 cidadãos paquistaneses na fronteira durante confronto, uma afirmação que veio contra a iniciativa de Nova Delhi de introduzir um cessar-fogo durante o mês sagrado muçulmano do Ramadã nas regiões de Jammu e da Caxemira.

Na quarta-feira (16), a Índia anunciou que suas forças de segurança foram instruídas a implementar um cessar-fogo unilateral em Jammu e Caxemira durante o Ramadã. Nova Delhi expressou esperança de que a iniciativa seja apoiada por todas as partes envolvidas na disputa de Jammu e Caxemira, e que todos os muçulmanos que moram na área possam celebrar o feriado.

"Quatro pessoas, incluindo três crianças, foram martirizadas nesta sexta-feira por disparos indianos ao longo da Fronteira de Trabalho no setor de Sialkot. Uma mulher também esteve entre os martirizados pelo incidente dos tiros, que também feriram 10 civis que residem na fronteira", afirmou o serviço de relações públicas do exército paquistanês em um comunicado.

O exército acrescentou que os membros do grupo paramilitar do Pakistan Rangers responderam à "agressão indiana".

Islamabad e Nova Delhi têm reivindicado Jammu e Caxemira desde que a Índia obteve a independência do Reino Unido e foi dividida em dois estados — Índia e Paquistão — em 1947.

Fonte: Sputnik

https://br.sputniknews.com/asia_oceania/2018051811251037-tregua-paquistao-india-ramada/

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||