Conselho de Segurança faz reunião de emergência sobre o Sudão do Sul

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

11 de julho de 2016.

Encontro será a portas fechadas no fim da tarde de domingo; secretario-geral da ONU está chocado com conflito na capital, Juba, e pede ao presidente e ao primeiro vice-presidente para colocarem ordem no país imediatamente.

O Conselho de Segurança fará uma reunião a portas fechadas a partir das 16h30, hora local em Nova York, para discutir a onda de violência no Sudão do Sul.

Neste domingo, o secretário-geral da ONU divulgou uma nota onde afirma estar chocado com o conflito pesado no país mais novo do mundo, que acaba de completar cinco anos de independência.

Apelo

O complexo da ONU na capital Juba, local que abriga milhares de civis, esteve em meio ao fogo cruzado. Soldados do Exército de Libertação do Povo do Sudão, Spla, lutam contra soldados da oposição.

O chefe da ONU, Ban Ki-moon, faz um forte apelo ao presidente sul-sudanês, Salva Kiir, e ao primeiro vice-presidente Riek Machar. Ban pede aos líderes para usarem seu poder para acabar com as hostilidades imediatamente e restaurar a ordem no país.

Controle

Na avaliação do secretário-geral, essa "violência sem sentido é inaceitável e tem o potencial de reverter progressos ligados ao processo de paz". Ban espera que os líderes retomem o controle da segurança no Sudão do Sul, em especial em Juba.

Ban espera também que eles previnam que a violência se espalhe para outras áreas do país, garantam a segurança dos civis e dos funcionários da ONU e se comprometam com a total implementação do acordo de paz.

Fonte: Rádio ONU.

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||