Combates poderão recomeçar na região de Donbass

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

04 de agosto de 2016.

Se as autoridades ucranianas não cumprirem os primeiros três pontos dos acordos de Minsk, as hostilidades recomeçarão em Donetsk, declarou o representante plenipotenciário da República Popular de Donetsk, Denis Pushilin, ao jornal russo Isvestia.

Os primeiros pontos dos acordos de Minsk implicam um cessar-fogo total nas regiões Donetsk e Lugansk, a separação das tropas da linha de contato, o monitoramento, a verificação do cessar-fogo e a retirada das armas pesadas por parte da OSCE.

De acordo com Pushilin, a situação na região se torna cada vez mais complicada. O representante plenipotenciário da RPD observou que a parte ucraniana “não cumpre as suas obrigações".

"A situação continua tensa, em qualquer momento ela pode entrar em erupção e se transformar em um confronto direto. Se a Ucrânia cumprir, pelo menos, os primeiros três pontos de Minsk-2, na região de Donbass em breve começarão confrontos abertos" – cita o Izvestia as palavras de Pushilin.

Kiev iniciou uma operação militar contra as Repúblicas Populares de Donetsk e Lugansk em abril de 2014. De acordo com estatísticas da ONU, as vítimas do conflito já tornaram mais de 9,4 mil pessoas.

Fonte: Sputnik.

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||