China pede que se evite escalada no conflito perto de sua fronteira

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

21 de novembro de 2016.

A China pediu a Mianmar para restaurar a paz na fronteira comum e evitar uma escalada no conflito entre as forças armadas e milicianos da etnia rohingya, depois que vários projéteis caíram no domingo em território chinês.

As autoridades chinesas iniciaram um esquema de emergência e enviaram unidades adicionais de Polícia para a fronteira.

"A China espera que todas as partes envolvidas se somem ao diálogo e às consultas, e façam esforços concretos para salvaguardar o processo de paz", afirmou um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Geng Shuang, em comunicado divulgado neste domingo.

O novo foco de combates entre as forças birmanesas e os roghingya começou na madrugada do domingo e o tiroteio pôde ser escutado na cidade fronteiriça chinesa de Wandin, na província de Yunnan.

Fonte: EFE

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||