Casa Branca não descarta ataques contra governo sírio

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

07 de outubro de 2016.

Porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest

 

Ações militares contra forças leais ao presidente da Síria, Bashar Assad, contradizem os interesses nacionais dos Estados Unidos, mas não podem ser descartadas. É o que afirmou nesta quinta-feira (6) o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest.

"Eu não vou retirar nenhuma opção da mesa", acrescentou. 

"É improvável que as ações militares contra o regime de Assad, para tentar resolver a situação em Aleppo, atinjam os objetivos que muitos preveem em termos de redução da violência na região, sendo muito mais suscetível levar a consequências não intencionais que claramente não são do nosso interesse nacional", declarou Earnest a repórteres. 

A Síria está desde 2011 em um conflito em que diversos grupos de oposição e organizações terroristas como o Daesh e a Frente al-Nusra (ambas proibidas na Rússia) lutam contra o Exército da Síria na tentativa de derrubar o regime de Bashar Assad. 

Na última segunda-feira, o Departamento de Estado anunciou a suspensão das negociações bilaterais com a Rússia sobre o acordo de cessar-fogo na Síria. 

Fonte: Sputnik.

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||