Aviões chineses dão rasantes sobre navios de guerra canadenses

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

27 de junho de 2019.

 

Dois navios de guerra canadenses foram surpreendidos por rasantes de aviões militares chineses quando navegavam pelo Mar da China Oriental esta semana, informou nesta quinta-feira o ministério da Defesa do Canadá.

Na mesma zona, um helicóptero da Marinha canadense foi marcado por um laser a partir de um pesqueiro próximo, destacou o mesmo comunicado.

O incidente não provocou feridos ou danos, mas ocorre em meio à tensão entre as duas nações devido à prisão de uma alta executiva de telecomunicações chinesa, em dezembro passado, e à detenção de dois cidadãos canadenses por parte da China em aparente represália.

Segundo o ministério da Defesa, a fragata HMCS Regina e o navio de apoio Asterix estavam em "águas internacionais no Mar da China Oriental" quando dois caças Su-30 chineses "passaram a cerca de 300 metros e a uma altitude de uns 30 metros".

Ottawa descreveu o incidente como "profissional e cordial", acrescentando que a aproximação "não foi perigosa ou inesperada", diante da proximidade de uma operação naval chinesa.

Os dois navios seguiam para o nordeste da Ásia para se unir ao esforço multinacional contra o contrabando que dribla as sanções da ONU à Coreia do Norte.

As relações entre China e Canadá se deterioraram a partir de dezembro, quando a polícia de Vancouver deteve a diretora financeira do grupo Huawei, Meng Wanzhou, a pedido dos Estados Unidos.

Dias depois, a China prendeu dois canadenses - o ex-diplomata Michael Kovrig e o empresário Michael Spavor - como aparente medida de retaliação.

Fonte: AFP

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||