Aviação norte-americana gera tensões na zona do mar do Sul da China

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

26 de abril de 2016.

O Ministério da Defesa da China manifestou hoje (25) um protesto pelo voo de aviões da Força Aérea norte-americana na região no mar do Sul da China, disputado por vários países.

O Jornal japonês Japan Times havia publicado anteriormente a notícia sobre o voo de quatro caças-bombardeiros A-10 Thunderbolt, assim como de dois helicópteros de combate HH-60G da Força Aérea dos EUA próximo do recife de Scarborough – território disputado no mar do Sul da China.

“É necessário sublinhar que as ações realizadas pelos EUA a pretexto da alegada ‘liberdade de navegação aérea e marítima’, de fato levam à militarização do mar do Sul da China, ameaçam a soberania e a segurança de países costeiros, prejudicam a paz e estabilidade regional. Estamos preocupados pelo fato, pelo que manifestamos nosso protesto,” diz o comunicado do Ministério da Defesa.

O Ministério reiterou ainda que o recife de Scarborough ("Huangyan", em chinês) é um território ancestral do país. ‘Os militares da China tomarão todas as medidas necessárias para proteger a soberania e a segurança do país,’ diz comunicado.

O recife de Scarborough é reclamado ainda pelas Filipinas. Manila considera as rochas como seu território nacional, devido a estas ficarem a 137 km a oeste da cidade filipina de Palauig, na ilha Lusson, que é o mais próximo ponto terrestre do recife, atribuindo a ele o nome de Bajo de Masinloc.

Pequim disputa vários territórios no mar do Sul da China e no mar da China Oriental com Tóquio, Manila e Hanói. Na China acreditam que seus vizinhos aproveitam o apoio dos EUA para a escalada de tensões na região. Em janeiro de 2013, as Filipinas contestaram unilateralmente no Tribunal internacional do Direito do Mar as reclamações chinesas em relação a várias regiões no mar do Sul da China, porém Pequim rejeita qualquer possibilidade de que estas disputas possam ser resolvidas na arbitragem internacional.

Fonte: Sputnik.

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||