Atividades militares navais dos EUA levam China a intensificar defesa

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

11 de maio de 2016.

O aumento do patrulhamento dos EUA no Mar do Sul da China só reforçou a intenção de Pequim de acelerar a sua defesa através do desenvolvimento da sua infraestrutura militar, afirmou na quarta o ministro da Defesa chinês.

As tensões sino-americanas escalaram na terça depois de um destróier dos EUA se ter aproximado a 12 milhas náuticas de um recife controlado pela China, levando Pequim a colocar caças em alerta.

O porta-voz do Ministério chinês das Relações Exteriores, Lu Kang, disse na terça-feira que o destróier William P.Lawrence entrou ilegalmente nas águas territoriais chinesas perto do recife de Fiery Cruz Reef.

O ministro afirmou em comunicado que “esta ação só mostra ainda mais a necessidade de a China construir estruturas de defesa nesta área”.

A China já tem uma pista de 3048 metros no recife, sendo este também disputado pelo Vietnã e pelas Filipinas.

Fonte: Sputnik.

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||