Asean expressa preocupação com tensões no Mar da China Meridional

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

28 de fevereiro de 2016.

 

Os ministros das Relações Exteriores da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean) expressaram em Vientiane sua preocupação com as tensões no Mar da China Meridional, informou neste domingo o jornal "Straits Times".

Reunidos na capital do Laos, os ministros reagiram assim às informações sobre a instalação de um sistema de lançamento de mísseis terra-ar por parte de Pequim em uma das ilhas disputadas com outras nações no citado mar.

Em comunicado conjunto, os representantes de Asean afirmaram que "permanecem seriamente preocupados" com "eventos" no Mar da China Meridional e pediram soluções "pacíficas e de acordo com a legislação internacional".

Sem se referir expressamente ao governo chinês, os ministros disseram que as reivindicações territoriais das ilhas aumentam "as tensões e podem solapar a paz, a segurança e a estabilidade na região".

A China, por um lado, e alguns membros de Asean e Estados Unidos, por outro, se acusam mutuamente da militarização do Mar da China Meridional, uma região rica em recursos naturais e essencial para as rotas de navegação.

Asean, formada por Mianmar, Brunei, Camboja, Filipinas, Indonésia, Laos, Malásia, Cingapura, Tailândia e Vietnã, se encontra em uma situação delicada, já que a China é seu principal parceiro comercial. 

Fonte: EFE.

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||