Inundações na Coreia do Norte deixam pelo menos 60 mortos e 25 desaparecidos

"...e grandes sinais do céu." Lucas 21:11

07 de setembro de 2016.

 

Mais de 60 pessoas morreram e pelo menos outras 25 estão desaparecidas pelas recentes inundações que destruíram edifícios, infraestruturas e terrenos agrícolas na área setentrional da Coreia do Norte, informou nesta quarta-feira (07/09) a agência estatal KCNA.

As fortes chuvas na província de Hamyong do Norte, fronteira com a China no extremo nordeste do país, causadas pelo tufão Lionrock, provocaram nos últimos dias grandes inundações que destruíram ou alagaram 560 edifícios públicos, 30 fábricas e 20 escolas, segundo a KCNA.

Também ficaram danificados 79,8 quilômetros de estradas e rodovias, várias pontes e alagou uma represa, que inundou 7.980 hectares de campos de arroz e destruiu completamente outros 2,1 mil hectares.

O governo da Coreia do Norte lançou uma campanha para reparar os danos que inclui o fornecimento de produtos básicos aos desabrigados e o início dos trabalhos de restauração das casas e instalações destruídas, afirmou a emissora estatal.

O governo da Coreia do Sul afirmou hoje que Pyongyang não solicitou ajuda para reparar os danos, disse à Agência Efe uma representante do Ministério da Unificação.

Seul diz que acompanha de perto a situação no país vizinho, sem especificar se estaria disposto ou não a oferecer ajuda neste momento marcado pela forte tensão nas relações bilaterais, visto que a Coreia do Norte lançou alguns mísseis durante a cúpula do G20, no início desta semana.

Além da Coreia do Norte, o Japão também foi atingido pelo tufão Lionrock, que já deixou pelo menos 17 mortos.

Fonte: EFE.

voltar para Grandes sinais do céu

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||