Inundações deixam 43 mortos no Paquistão

"...e grandes sinais do céu." Lucas 21:11

03 de julho de 2016.

 

Ao menos 43 pessoas morreram no Paquistão em inundações provocadas por chuvas torrenciais de monções, a maioria em uma localidade fronteiriça com o Afeganistão, anunciaram neste domingo (3) funcionários locais.

As chuvas, que começaram no sábado (2), atingiram principalmente a província de Khyber Pakhtunkhwa (noroeste), que tem sofrido severamente com inundações nos últimos anos.

Os cientistas afirmam que estas inundações são provocadas pelas mudanças climáticas.

O distrito mais afetado é o de Chitral, na fronteira noroeste do país, onde as inundações arrasaram uma mesquita, dezenas de casas e um posto militar no afastado povoado de Ursoon, disse à AFP o prefeito desta localidade, Maqghfirat Shah.

Neste povoado, 41 pessoas morreram, incluindo, pelo menos, oito soldados.

Ao menos 16 dos mortos são moradores que foram arrastados pelas águas quando estavam orando em uma mesquita, indicou Latifur Rehman, um responsável local.

Operações de resgate dirigidas por militares eram realizadas neste domingo.

Por sua vez, dois engenheiros chineses morreram e cinco trabalhadores paquistaneses ficaram feridos no desabamento do teto de uma das obras perto da represa de Tarbela, também por conta das chuvas, indicou um responsável da província de Khyber Pakhtunkhwa.

As chuvas e inundações deixaram 127 mortos no Paquistão em abril.

Fonte: AFP.

voltar para Grandes sinais do céu

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||