Existem mais manchas brancas em Ceres do que imaginávamos

"...e grandes sinais do céu." Lucas 21:11

01 de julho de 2015.

 

A sonda Dawn vem observando Ceres e registrando detalhes cada vez mais impressionantes. Novas imagens mostram ainda que as manchas brancas são muito mais numerosas do que se pensava, e diversos novos pontos brilhantes se tornam visíveis a medida que a sonda se aproxima.

Quando a sonda ainda estava a uma distância considerável, apenas uma mancha branca pôde ser vista, o que já foi suficiente para intrigar a todos. Logo em seguida, a medida que a sonda se aproximava, uma segunda mancha branca surgiu na superfície do planeta anão, e não demorou para que esse número se multiplicasse, ultrapassando dez manchas brilhantes. Agora, conforme a sonda se aproxima ainda mais, diversas pequenas manchas brancas surgem nas imagens, o que faz com que os cientistas fiquem ainda mais sedentos por respostas.

Os cientistas ainda não sabem exatamente o que cria essas manchas brancas em Ceres. mas acreditam que seja algum material altamente reflexivo, e as principais possibilidades são gelo e sal, mas claro nada foi confirmado até o momento.

Hoshi Yumeko, uma das leitoras do site Galeria do Meteorito, nos enviou uma animação que mostra algumas das brilhantes manchas brancas em Ceres. Utilizando imagens feitas pela sonda Dawn, Hoshi criou a animação, mostrando as manchas brancas do planeta anão enquanto ele fazia seu movimento de rotação.

Espectrômetros de mapeamento visível e infravermelho da sonda, permitem que sejam identificados minerais específicos em Ceres a medida que a luz é refletida. Os cientistas esperam que em breve possam ter mais pistas, ou quem sabe, um resposta definitiva para os misteriosos pontos brilhantes mais famosos do Sistema Solar.

Dawn é a primeira sonda com objetivo de visitar um planeta anão, e a primeira a orbitar dois alvos distintos em nosso Sistema Solar. Dawn estudou o grande asteroide Vesta por 14 meses consecutivos, entre 2011 e 2012, quando descobriu que a água líquida já fluiu na superfície do grande asteroide. Posteriormente, no dia 6 de março de 2015 a sonda chegou em Ceres, o maior objeto do Cinturão de Asteroides localizado entre Marte e Júpiter.

Fonte: Galeria do Meteorito.

voltar para Grandes sinais do céu

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||