Metade das crianças de Kassai, no Congo, estão desnutridas

“...e haverá fomes,” Mateus 24:7

11 de maio de 2018.

 

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, divulgou nesta sexta-feira números sobre crianças desnutridas na região de Kassai, na República Democrática do Congo.

Metade dos menores de cinco anos de idade, ou 770 mil crianças, estão sofrendo de desnutrição aguda. Deste total, 400 mil crianças estão severamente desnutridas e correm risco de morte.

Motivos

Por isso, o Unicef pede ação urgente para reforçar a resposta humanitária em prol dessas crianças e para que o número de mortes não suba na região. 

Segundo a agência, o conflito e o deslocamento da população são os dois grandes fatores por trás do alto índice de desnutrição porque causaram insegurança alimentar.

Além disso, a produtividade agrícola em Kassai diminuiu, com muitas famílias sem conseguir plantar nem colher.

Reintegração

No relatório “Kassai: uma crise de crianças”, a agência destaca que uma entre 10 crianças da região sofre de desnutrição severa. O tratamento fica difícil já que mais de 200 centros de saúde foram incendiados ou destruídos durante o conflito.

A vulnerabilidade das crianças congolesas aumenta com mais de 400 escolas atacadas ou utilizadas para fins militares em Kassai. Com a violência, as campanhas de vacinação também foram interrompidas e agora, há surtos de cólera e de sarampo.

Se recuperar da violência depende da reintegração das famílias e de colocar na escola as crianças que estavam associadas com milícias. Unicef e parceiros conseguiram libertar mais de 1,7 mil crianças de grupos armados e fornecem apoio psicossocial e ajuda para a reintegração nas comunidades.

O financiamento dos projetos do Unicef em Kassai depende de US$ 88 milhões.

Fonte: ONU NEWS

voltar para Fomes

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||