Teologia Pactual e Dispensacionalismo, por William R. Downing

Todo Cristão, estudante da Bíblia, professor da Bíblia, estudioso da Bíblia, e pregador se aproxima das Escrituras a partir de seus pressupostos hermenêuticos. Estes podem ser corretos ou incorretos, misturados com uma determinada quantidade de erro, desenvolvidos por meio de estudo pessoal, herdados através da tradição religiosa, recebidos através da instrução religiosa formal ou informal, uma educação no seminário ou adquiridos através da leitura de uma determinada “Bíblia de Estudo”. Todos os crentes têm a mesma Bíblia, mas muitas vezes têm diferentes abordagens para a sua interpretação. Toda a verdade, mesmo a verdade de Deus, é necessariamente interpretada de acordo com os pressupostos de alguém. Este artigo discute dois dos enfoques hermenêuticos gerais e as principais questões envolvidas. Houve, desde o início do século XX e do advento do ensino Dispensacionalista, duas abordagens gerais, e diferentes entre si, para a interpretação bíblica dentro do Cristianismo Reformado e Evangélico e entre os Batistas: Teologia Pactual e Dispensacionalismo.

A Teologia Pactual tem sido a abordagem bíblica histórico-teológica tanto de teólogos Reformados e Batistas desde o século XVI.

C. H. Spurgeon (1834-1892): A doutrina do pacto está na raiz de toda a verdadeira teologia. Já foi dito que aquele que entende bem a distinção entre o pacto das obras e o pacto da graça é um mestre em Divindade. Estou convencido de que a maioria dos erros que os homens cometem sobre as doutrinas da Escritura são baseados em erros fundamentais no que diz respeito aos pactos da lei e da graça.

 

Leia a continuação em http://www.xn--eabbliatinharazo-snb1o.com/2018/05/teologia-pactual-e-dispensacionalismo.html

Comentários

jose maria dos santos em 23/08/2018 17:22:08
Na altura do campeonato de pontos corridos, creio, o campeão é o diabo, o enganador, o ardiloso, dissimulador, o pai da mentira, o pai das confusões e das vaidades teológicas. Por que?! Estamos no limiar da Era da Igreja, o Corpo de Cristo, e o que assistimos durante esses 200 anos do período pós-Reforma, foi uma inundação de homens, pastores, missionarios e servos, guerreando por sua bandeira, plaquismo, ideologias, terminologias sem fim. Hoje, existem resquícios da verdade central da Bíblia para Igreja Hoje, sendo pregada e ensinada pelos que se intitulam, Teólogos do Concerto/Pacto. Esses confundiram e confundem a milhares pelo mundo todo, com suas teologias Judaizantes, dizendo que a Igreja é o: Israel Espiritual. (Romanos 11.16 - 24). Neste erro de localização daquilo que Deus estava falando e ensinando via Profetas,Jesus Cristo, homem e os 12 Apostolos, e colocando as igrejas do Corpo de Cristo, ora, dentro do Velho testamento, e ora, dentro do livro do Apocalipse. Entre dois extremos esqueceram que o próprio Deus, havia estabelecido uma NOVA proposta ao mundo perdido, que era os Gentios, os cachorros que comiam as migalhas das mesas dos Judeus. Onde foi estabelecida essa Igreja dos cachorros(gentios)? Quem foi que estabeleceu-a? E quem foi o seu Arquiteto?! 1) Pois bem, a Igreja, o Corpo de Cristo, foi estabelecida no Senhor Jesus(Colossenses 1.26,27). 2) Em quem foi estabelecida? (Efésios 3.9- 11). E quem foi o seu Arquiteto? (I Corintios 3. 6 - 11). Mas, a Teologia do Pacto/Concerto tem como fundamento os Profetas, o Senhor Jesus e os Apostolos, o qual mira em direção ao estabelecimento do Reino Milenar sobre essa Terra, num periodo de 1000 anos, de paz e verdadeira segurança. O Apostolo Paulo, que foi fariseu dos fariseus, pecador e perseguidor da Igreja , que foi incumbido por Deus de ser o fundador da Igreja, o Corpo de Cristo, tendo o nosso Senhor Jesus, como o Cabeça desse corpo, que é a Igreja. (I Corintios 12). Apostolo Paulo frisa assim:"... E dou graças ao que me tem confortado, a Cristo Jesus, Senhor nosso, porque me teve por fiel, pondo-me no ministério ..." (I Timóteo 1. 11 - 16). Os Teólogos do Pacto/Concerto Mosaico erram por colocarem o Inicio da Igreja, o Corpo de Cristo, no Velho Testamento e assim, por diante, e fazendo crer ela(Igreja dos cachorros) começou em Atos 2, em Pentecostes, para fortalecerem os erros inciais de suas teologias. Por outro lado, os Dispensacionalistas, que ora aqui e acolá, coxeiam entre erros, pois, os tais são Teólogos do Concerto/pacto e ao mesmo tempo creiam nas dispensações, mas, tropeçam quando também colocam o INICIO da Igreja, o Corpo de Cristo, em ATOS 2. Só lhe faço uma pergunta somente: A doutrina do Arrebatamento é assunto no Velho Testamento? A doutrina do selo do Espirito Santo está no Velho Testamento? A doutrina dos galardões e coroas são Velho Testamentário? A doutrina da Justificação é de cunho Velho Testamentário?E assim, por diante. O que Jesus disse em terra para os fariseus e doutores da lei, serve para os teólogos do Concerto e do Dispensacionalistas do Pacto, quando diz:"Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus" - (Mateus 22.29). Paz.

Enviar comentário

voltar para Conhecendo Mais Sobre...

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||