Estela de Tel Dan

A Estela de Tel Dan é uma estela negra de basalto descoberta em um sítio arqueológico durante escavações ao norte de Israel em Tel Dan. A Estela de Tel Dan encontra-se atualmente aos poderes do Museu de Israel, em Jerusalém. Foi esculpida a mando de um rei arameu contendo inscrições em aramaico e em alfabeto aramaico, onde se comemorava uma vitória sobre um reino local, com os seguintes escritos: מלך.ישראל ("Rei de Israel") e ביתדוד ("Casa de Davi"). Não consta a autoria da escrita nesta estela, provavelmente foi o rei de Damasco, Hazael ou um de seus próprios filhos.
 
A inscrição desta estela gerou múltiplas teorias entre acadêmicos de várias áreas da ciência, porque as letras transliteradas do original aramaico para o hebraico (ביתדוד, BYT DWD, Beth David, "Casa de Davi") podem estar se referindo a linhagem de Davi. Até a data da descoberta era a primeira vez em que o nome de um rei de Israel, Davi, tem sido reconhecido entre os epigrafistas, historiadores e arqueólogos. As opiniões teóricas finais do consenso entre os acadêmicos e arqueólogos epigrafistas é que os três fragmentos é uma referência ao Rei Davi, sucessor do Rei Saul e pai do Rei Salomão, reis da primerira monarquia israelita segundo os livros I e II Samuel e I e II Reis, contidos no Tanakh dos judeus ou no Antigo Testamento da Bíblia Cristã.
 
Esta estela faz parte de estudos de uma nova ciência social, a arqueologia bíblica
O primeiro fragmento "A" foi descoberto no mês de julho de 1993, e o segundo e terceiro fragmentos, o "B1" E "B2", que encaixavam no primeiro fragmento foram encontrados no ano seguinte. Este encaixe é meio incerto e muito discutido, mas se o ajuste estiver correto, então essas peças eram originalmente formadas lado a lado, conforme mostra a figura no final deste artigo.
 
O autor da descoberta desta estela foi o israelense Avraham Biran, que liderava uma equipe de estudiosos em Tel Dan, uma colina artificial na parte setentrional do moderno Israel. As escavações deste maior sítio arqueológico escavado em Israel começou no ano de 1966 e terminou no ano de 1994.
 
Não há assinatura do autor da inscrição em nenhum dos 3 fragmentos doTrapézio. O mais provável, segundo a maioria dos acadêmicos, é que o autor seja Hazael, rei de Damasco, ou um de seus filhos, Bar Hadad II ou Bar Hadad III, que foram reis de Damasco e inimigos do reino de Israel. Esta afirmação é plausíva, devido à linguagem em que a estela foi escrita, pelas circunstâncias, pela data e principalmente pelo local.
 
Esta inscrição foi datada, segundo os pesquisadores, nos século IX e VIII antes da era cristã. A limitação do século VIII a.C é determinada pela camada de destruição que é identificada como uma bem documentada conquista assíria ocorrida em 733-732 a.C.. A camada superior do sítio arqueológico de Tel Dan, que estava sob a camada em que os fragmentos da estela foram encontrados, deixou evidenciado que nesta camada inferior fora o lugar onde a estela foi erguida, e em seguida, quebrada em pedaços posteriormente pelos assírios ou pelos próprios hebreus, dando lugar a uma camada superior.
Tel Dan - Vestígios da Idade do Ferro(Israelita) Portão da Muralha da Cidade

 

Enviar comentário

voltar para Arqueologia Bíblica

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||