Belíssimos mosaicos do 5º século revelam o imaginário bíblico judaico

20 de novembro de 2018.

 

Desde 2012 que têm vindo a ser feitas escavações na povoação de Huqoq, na Galiléia, muito em especial na sua antiga sinagoga, vindo agora pela primeira vez a ser apresentados os seus belíssimos mosaicos cheios de cor e impregnados de temas bíblicos.
 
Cada um dos mosaicos revela o imaginário artístico da época, com tema bíblicos e pormenores da própria cultura e ambientes locais.
 
As cenas variam desde as histórias bem conhecidas da Bíblia, como é o caso de Jonas e da baleia, a arca de Noé, e os soldados do faraó sendo arrastados pelas ondas do Mar Vermelho e engolidos por dezenas de peixes, ao Zodíaco pagão no centro do mosaico, bem como aquela que poderá muito bem ter sido a primeira representação não bíblica numa sinagoga - os elefantes armados.
 
De destacar a representação de Jonas, o profeta rebelde, visto a ser engolido por um peixe, que por sua vez é engolido por outro, e ainda por mais um outro...
 
Na opinião de muitos, o mosaico mais espectacular é no entanto o do elefante, devido ao pormenor e à cor tão bem preservada.
 
Ao longo de todo o pavimento, os mosaicos representam animais com aspectos bem realistas, como serpentes, cavalos, burros, ursos, camelos, leopardos, leões, ovelhas, raposas e avestruzes, bem como dezenas de peixes e outras criaturas marinhas, que incluem um golfinho e um polvo com seus tentáculos.
Surgem também representações mitológicas, como cupidos e harpias, utilizados para representar o vento no quadro de Jonas.
 
Um pouco por todos os quadros vêm-se também veículos de transporte, como uma carruagem de 4 rodas, vários barcos e a própria arca de Noé a ser construída.
 
TORRE DE BABEL
 
Pode-se ver num outro painel a torre de Babel a ser construída com a ajuda de uma vasta variedade de mecanismos e roldanas. Para ilustrar as contendas que despontaram durante a construção, podem ver-se nos bastidores lutas entre pessoas de cores de pele e trajes diferentes, e com variados estilos de penteados. 
 
Na opinião dos arqueólogos e dos peritos envolvidos no projecto de escavação desta antiga povoação, a sinagoga e seus mosaicos deverão datar da época do início do 5º século d.C.
 
Fonte: Shalom, Israel!

Enviar comentário

voltar para Arqueologia Bíblica

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||