Aberto hoje ao público um novo e impressionante sítio arqueológico perto de Jerusalém

31 de janeiro de 2018.

Foi hoje inaugurado pelas autoridades israelitas um novo parque arqueológico "extraordinariamente belo" na localidade de Ein Hanya, perto da capital Jerusalém, onde os arqueólogos revelaram uma abundância de achados.
 
Foram 5 anos de escavações, mas os resultados são impressionantes: a segunda maior nascente de água dos Montes da Jueia, e um lugar de grande importância para a História do cristianismo.
 
Este novo parque arqueológico agora aberto ao público terá entradas gratuitas durante alguns meses. Entre outras descobertas, poderão ver-se uma coluna capital característica de estruturas reais da época do Primeiro Templo e uma das moedas mais antigas alguma vez encontradas na região de Jerusalém.
 
As escavações decorreram entre 2012 e 2016 neste parque que faz parte do vale de Refaim: "O resultado é um sítio extraordinariamente belo, incorporando arqueologia, uma antiga paisagem e uma visita memorável" - afirmou um porta-voz da "Autoridade das Antiguidades de Israel."
 
Foi também encontrado no local um grande sistema de tanques de água datando do período bizantino. 
 
"Este tanque foi construído no centro de um espaçoso complexo no sopé de uma igreja ali existente no passado. Colunas e tetos foram construídos à volta do grande tanque, dando acesso às alas residenciais" - informou Irina Zilberbod, diretora das escavações.
 
Irina acrescentou "ser difícil saber qual o uso do tanque - se seria para irrigação, lavagens, ornamento, ou até para cerimônias batismais." A arqueóloga acrescentou ainda que a água do tanque escoava por uma rede de canais até um "magnífico" ninfeu - um monumento parecendo uma fonte e consagrado às ninfas, especialmente às da Primavera.
 
Segundo o comunicado feito sobre as descobertas, muitos dos achados datam da época do Primeiro Templo de Jerusalém, de há 2.400 a 2.800 anos atrás.
 
A principal descoberta dessa época é uma coluna capital proto-iónica, um elemento artístico típico das estruturas e estados dos reis do período do Primeiro Templo, um elemento visível nas moedas atuais de 5 shekels.
 
Colunas semelhantes a esta têm sido encontradas na Cidade de David, na capital Jerusalém, e em Ramat Raquel, onde foi descoberto um dos palácios dos reis de Judá, e ainda em Samaria, Megiddo e Hazor, cidades importantes na antiga dinastia de Israel.
 
Um outro achado importante dessa época foi uma raríssima moeda em prata descrita como uma das mais antigas alguma vez encontradas na região de Jerusalém. Trata-se de uma antiga dracma grega, "cunhada em Ashdod por governadores gregos entre 420 e 390 a.C."
 
Outras moedas, vasos, vidros, telhas e pedaços de mosaico da época bizantina foram também descobertas nas escavações, levando os arqueólogos a dizer que terá sido durante essa época (4º ao 6º século d.C.) que a localidade atingiu o seu auge.
 
LOCAL DO BATISMO DO EUNUCO?
 
"Acreditamos que alguns antigos comentadores cristãos identificaram Ein Hanya como o sítio onde o eunuco terá sido batizado, tal como se encontra descrito em Atos 8:26-40" - afirmou o Dr. Yuval Baruch, arqueólogo do distrito de Jerusalém.
 
"O batismo do eunuco por Filipe foi um dos elementos chave para o avanço do cristianismo" - informou o arqueólogo, acrescentando: "Por isso mesmo, identificar o lugar onde isso aconteceu manteve os peritos ocupados por muitas gerações, tornando-se um motivo importante na arte cristã. Não é de admirar pois que este sítio pertença ainda a cristãos, sendo até o foco de cerimônias religiosas organizadas tanto pela Igreja Armênia como pela Igreja Etíope."
 
Fonte: Shalom, Israel!

Comentários

lucimar s.silva em 31/01/2018 17:47:47
não estou convencido há respeito deste episódio,favor esclarecer mais!grato.


Enviar comentário

voltar para Arqueologia Bíblica

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||